Diplomata da UE diz que plano político na Síria deve ser feito pelos sírios

Beirute, 21 mar (EFE).- A alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Federica Mogherini, afirmou nesta segunda-feira em Beirute que as distintas facções sírias são as que "devem elaborar um plano político para pôr fim ao conflito".

Em entrevista coletiva em Beirute, onde está em visita oficial, a chefe da diplomacia comunitária mostrou esperança com a retomada das conversas de paz em Genebra, cuja próxima rodada está prevista para o começo de abril.

No entanto, o regime sírio parece defender adiá-la até após as eleições parlamentares, convocadas para 13 de abril, o que é criticado pela oposição.

Há três dias, o mediador da ONU para a Síria, Staffan de Mistura, disse que enquanto a oposição entrou rapidamente em questões de fundo para uma transição política, o governo insiste em resolver questões de procedimento.

Mogherini ressaltou que compartilha com o Líbano a convicção de que "o pluralismo é o ponto forte de nossas sociedades".

"Sei que isto é difícil atualmente, mas devemos demonstrar que a coexistência é possível apesar de nossas diferenças", acrescentou em seu pronunciamento junto do ministro libanês de Relações Exteriores, Gebran Basil.

O chefe da diplomacia do Líbano destacou que "a solução política na Síria é a única que permitirá resolver a crise dos refugiados".

Basil indicou que o Líbano não forçou nenhum refugiado a deixar o país, em alusão à medida adotada pela UE, mas acrescentou que "o assentamento definitivo dos refugiados sírios não está autorizado pela Constituição".

As autoridades libanesas temem que a comunidade internacional busque assentar definitivamente os refugiados sírios no país, onde, segundo a Acnur, há 1,1 milhão de deslocados, número que o governo libanês eleva para entre um milhão e meio e dois milhões.

A esse respeito, Mogherini garantiu que a UE continuará ajudando o Líbano a enfrentar a crise dos refugiados e apoiando a estabilidade neste país.

A alta representante da UE para a Política Externa se reuniu em Beirute também com o primeiro-ministro, Tamam Salam.

Ela ainda se reunirá com o presidente do parlamento, Nabih Berri, e visitará um campo informal e uma escola pública com refugiados sírios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos