Primeiro-ministro da Austrália abre as portas para antecipação de eleições

Sydney (Austrália), 21 mar (EFE).- O primeiro-ministro da Austrália, Malcom Turnbull, anunciou nesta segunda-feira que antecipará as eleições para o dia 2 de julho se o parlamento rejeitar de novo uma controvertida reforma para fiscalizar o setor da construção civil e dos sindicatos.

Turnbull pedirá às duas câmaras do Legislativo que debatam no dia 18 de abril um pacote de leis para restaurar a Comissão Australiana de Construção e Edificação (ABCC, na sigla em inglês), que já foi rechaçado anteriormente pelo Senado.

O primeiro-ministro afirmou que, se a reforma for aprovada, as eleições serão realizadas em agosto ou setembro, tal como está previsto, mas que, caso contrário, dissolverá as duas câmaras para convocar o pleito para o início de julho.

"O tempo de jogo terminou", disse Turnbull em declarações a jornalistas em Canberra.

"Chegou o momento de o Senado assumir suas responsabilidades e nos ajudar a avançar com nossos planos econômicos", acrescentou.

Na Austrália, o Executivo tem o poder de dissolver as duas câmaras do parlamento, o que não ocorre desde 1987, embora sua data limite para fazê-lo nesta ocasião é o dia 11 de maio.

A dupla dissolução implica na renovação de todas as 150 cadeiras da Câmara dos Representantes e das 76 do Senado.

Na semana passada o Senado aprovou uma iniciativa governamental para mudar o mecanismo para escolher os senadores e dificultar a entrada dos chamados micropartidos e independentes, que nos últimos anos se opuseram às políticas do Executivo de Canberra.

Turnbull também anunciou que o próximo orçamento nacional será apresentado no dia 3 de maio, uma semana antes do previsto.

Segundo um recente pesquisa da empresa Newspoll, a coalizão conservadora de Turnbull tem 51% das preferências eleitorais contra 49% dos trabalhistas, em um cenário de confronto entre essas duas forças.

Os níveis de aprovação do primeiro-ministro, por outro lado, caíram para 39%, contra o 60% que ostentava em meados de novembro do ano passado.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos