Queda de helicóptero militar deixa pelo menos 13 mortos na Indonésia

Bangcoc, 21 mar (EFE).- Pelo menos 13 pessoas morreram na Indonésia na queda de um helicóptero militar que participava de uma operação conjunta do exército e da polícia para capturar um destacado líder jihadista, informou nesta segunda-feira a imprensa local.

O acidente ocorreu no domingo na cidade de Poso, no centro da ilha de Célebes, quando o aparelho Bell 412 EP se dirigia de outro distrito ao aeroporto deste povoado na qual se concentra a operação.

O chefe da polícia de Poso, Ronny Suseno, apontou as más condições meteorológicas na região como causa do acidente e levantou a possibilidade que este tivesse sido provocado por um raio, segundo disse ao jornal "The Jakarta Post".

O exército e a polícia iniciaram em janeiro uma operação em Poso para capturar Santoso, também conhecido como Abu Wardah, um dos terroristas mais procurados do país, vinculado ao Estado Islâmico (EI).

Santoso lidera a organização Mujahedin da Indonésia Oriental (MIT), à qual as autoridades indonésias atribuem vários atentados cometidos em Célebes desde 2011.

A operação começou após o atentado cometido em 14 de janeiro no centro de Jacarta no qual morreram oito pessoas, entre elas quatro terroristas, na primeira ação no país reivindicada pelo EI.

Especialistas em segurança acreditam que o EI tenta estabelecer-se na Indonésia para declarar um califado na região.

A Indonésia, onde os muçulmanos representam 88% de seus 250 milhões de habitantes, sofreu vários ataques realizados por radicais islamitas, entre eles o cometido na turística ilha de Bali em 2002, que causou 202 mortes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos