Raúl Castro diz que libertará presos políticos se receber lista com nomes

Havana, 21 mar (EFE).- O presidente de Cuba, Raúl Castro, desafiou nesta segunda-feira um jornalista a lhe apresentar uma lista de presos políticos no país e garantiu que, se considerar provado que eles existem, os libertará ainda hoje.

"Me dê a lista dos presos políticos para soltá-los", disse Raúl Castro ao responder a uma pergunta sobre esse assunto na entrevista coletiva que concedeu em Havana junto com o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Na entrevista, Raúl Castro reiterou que Estados Unidos e Cuba têm profundas diferenças sobre as concepções em torno dos direitos humanos e a democracia.

"Defendemos (em Cuba) os direitos humanos. Consideramos que os direitos humanos são indivisíveis, interdependentes e universais", disse.

"Não concebemos que um governo não defenda ou garanta o direito à saúde, a educação, a seguridade social, a alimentação e o desenvolvimento, o salário igual por trabalho igual e os direitos dos menores", acrescentou.

Cuba, segundo Raúl, se opõe "à manipulação política e a dois pesos e duas medidas" sobre os direitos humanos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos