Após atentados, 2 linhas de metrô são reabertas em Bruxelas

Bruxelas, 22 mar (EFE).- As linhas 2 e 6 do metrô de Bruxelas foram reabertas por volta das às 16h30 locais (12h30 em Brasília), informou nesta terça-feira o Centro de Crise da Bélgica, órgão que avalia várias informações para determinar o risco de atentados.

As demais linhas do metrô permanecem fechadas, após os ataques que provocaram a morte de pelo menos 34 pessoas hoje. A previsão que volta a funcionar de maneira progressiva ao longo do dia, com medidas de segurança adicionais, de acordo com o órgão.

A circulação de trens também será restabelecida de maneira progressiva no eixo norte-sul de Bruxelas, também com medidas reforçadas de segurança. No entanto, o serviço já foi restabelecido nas três principais estações da capital: Midi, Nord e Central.

O aeroporto de Zaventem, em Bruxelas, também alvo dos ataques desta terça-feira, permanecerá fechado até meio-dia de quinta-feira. A principal companhia aérea belga, Brussels Airlines, informou que já cancelou todos os voos previstos para o local, o que afetará 24 mil passageiros, que terão reembolso do preço dos bilhetes.

Os feridos dos dois atentados em Bruxelas serão tratados em 25 hospitais da capital e dos arredores. Segundo o Centro de Crise, mais de dez pessoas morreram nas explosões do aeroporto de Zaventem, que deixaram cem feridos. Por outro lado, 20 pessoas morreram e 130 ficaram feridas no atentado no metrô.

O Centro de Crise da Bélgica decidiu manter o nível máximo de ameaça de ataques terroristas no país. Já o governo belga decretou três dias de luto para homenagear às vítimas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos