Obama diz ao Congresso que é hora de levantar embargo contra Cuba

Havana, 22 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse de novo, nesta terça-feira, ao Congresso americano que "é hora" de levantar o embargo econômico contra Cuba, medida que, segundo ele, está "prejudicando o povo cubano" em vez de ajudá-lo.

Em seu discurso ao povo cubano no Grande Teatro Alicia Alonso, em Havana, Obama afirmou que também "deveria ser mais fácil para Cuba, fazer negócios" e que "todo mundo" na ilha deveria poder acessar a internet.

"Não deveríamos ter medo da mudança, deveríamos abraçá-la", disse Obama, mandando uma mensagem ao Congresso americano e também ao regime cubano.

Embora Obama tenha tomado várias medidas executivas para relaxar as restrições do embargo, parte da normalização das relações com Cuba iniciada há 15 meses, seu levantamento total depende do Congresso, de maioria republicana nas duas casas.

Não há no Congresso votos suficientes favoráveis ao levantamento do embargo, mas há cada vez mais vozes a favor de eliminar essa medida, e uma amostra disso é uma delegação de quase 40 legisladores, entre eles vários republicanos, terem viajado com Obama à Cuba.

Após a reunião ontem com o presidente cubano, Raúl Castro, Obama garantiu que o embargo "vai terminar", e em entrevista recente previu que isso ocorrerá durante o mandato da próxima pessoa que ocupar a Casa Branca, seja democrata ou republicano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos