Obama pede unidade contra terrorismo após atentados em Bruxelas

Havana, 22 mar (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, pediu nesta terça-feira à comunidade internacional a permanecer "unida" contra o terrorismo, ao condenar os atentados na Bélgica, e prometeu que seu país fará "o necessário" para levar os responsáveis à justiça.

Obama iniciou assim seu discurso ao povo cubano no Grande Teatro Alicia Alonso, em Havana.

"Devemos estar juntos" contra o terrorismo, defendeu Obama, ao expressar sia "solidariedade" com a Bélgica, onde os atentados de hoje em Bruxelas deixaram pelo menos 34 mortos e 200 feridos.

Os atentados ocorreram no aeroporto de Zaventem, onde houve duas explosões, e na estação de metrô de Maalbeek, que fica no bairro que reúne a maior parte das sedes das instituições europeias.

Segundo a Casa Branca, Obama falou hoje por telefone com o primeiro-ministro belga, Charles Michel, para transmitir suas condolências e as do povo americano pelos "espantosos" atentados.

Durante a conversa, Obama ofereceu ao primeiro-ministro belga toda a assistência necessária para investigar os ataques e levar os autores à justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos