Primeiro-ministro japonês condena atentado e mostra solidariedade com belgas

(Corrige título e primeiro parágrafo)

Tóquio, 22 mar (EFE).- O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, condenou nesta terça-feira de maneira "contundente" os ataques terroristas perpetrados em Bruxelas e expressou sua solidariedade com o governo e o povo belga.

Abe enviou uma mensagem de condolência a seu colega belga, Charles Michel, e expressou "indignação" e "comoção" pela morte de tantos civis nos ataques do aeroporto e metrô de Bruxelas, com pelo menos 34 vítimas mortais.

"O terrorismo nunca deve ser tolerado...Ofereço minhas mais sentidas condolências àqueles que morreram", disse em declarações aos veículos de imprensa o primeiro-ministro do Japão, que expressou sua profunda solidariedade com a Bélgica e a União Europeia (UE), "com os quais compartilhamos os mesmos valores".

Abe garantiu que o Japão trabalhará com a comunidade internacional para fazer frente ao terrorismo, além de tentar prevenir este tipo de ataque em território japonês.

Por sua vez, o ministro japonês das Relações Exteriores, Fumio Kishida, enviou uma mensagem de condolências a seu colega belga e vice-primeiro-ministro, Didier Reynders.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos