Tribunal de Portugal decreta prisão provisória de operador da Lava Jato

Lisboa, 22 mar (EFE).- O Tribunal de Relação de Lisboa decretou nesta terça-feira a prisão provisória do operador financeiro Raul Schmidt, ex-funcionário da Petrobras que foi detido ontem na capital de Portugal acusado de envolvimento no escândalo de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.

O presidente do Tribunal, Luís Váz das Neves, comunicou que ainda não recebeu um pedido de extradição de Schmidt ao Brasil. Só existe, por enquanto, uma "solicitação de prisão provisória por parte dos órgãos judiciais brasileiros", afirmou o juiz.

"Esse processo aguarda que o Brasil formule o pedido de extradição, em um prazo de 40 dias a partir da notificação produzida hoje", informou Váz das Neves. Caso contrário, a prisão provisória decretada hoje deixará de ter efeito, e Schmidt será libertado.

A decisão do Tribunal de Relação de Lisboa foi tomada pelo risco de fuga do suspeito. Schmidt, que estava foragido desde julho de 2015, foi preso ontem em um apartamento no centro da capital portuguesa, dentro de uma operação luso-brasileira, a primeira que ocorre fora do Brasil relacionada com a Lava Jato.

Schmidt é suspeito de ter atuado como "intermediário em operações da Petrobras que levaram à cobrança indevida de comissões no valor de vários milhões de reais", de acordo com informações divulgadas pela Polícia Judiciária de Portugal.

Com residência em Londres, onde é proprietário de uma galeria de arte, Schmidt foi representante da Petrobras em Angola entre 1994 e 1997. Desde 2007, porém, atuava como intermediário entre a companhia e alguns de seus fornecedores no exterior.

O Ministério Público Federal acusa Schmidt de ter cobrado propina de clientes que queriam firmar contratos com a empresa estatal e de ter transferido parte desse dinheiro desviado tanto para o ex-diretor da área internacional da Petrobras Jorge Zelada, que tem vínculos próximos com outros dois ex-dirigentes da companhia também condenados: Renato Duque e Néstor Cerveró.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos