Um dia muito triste para a Europa", diz Mogherini após atentados em Bruxelas

Amã, 22 mar (EFE).- A alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Federica Mogherini, afirmou que esta segunda-feira que é "um dia muito triste para a Europa" devido aos atentados cometidos em Bruxelas e exigiu a união dos líderes europeus e do Oriente Médio contra o terrorismo.

As declarações de Mogherini foram concedidas em entrevista coletiva em Amã, na qual não conteve as lágrimas após saber o ocorrido na capital belga, onde pelo menos 26 pessoas morreram e 136 ficaram feridas em explosões que atingiram o aeroporto de Zaventem e a estação de metrô de Maalbeek.

"É um dia muito triste para a Europa ao sofrer em sua capital a mesma dor que esta região (o Oriente Médio) conheceu e conhece todos os dias", lamentou.

A chefe da diplomacia europeia pediu aos líderes da Europa e do Oriente Médio que se unam contra os perigos "da radicalização e da violência", que existem em todos os países.

"Estar aqui (em Amã) juntos é a mensagem mais potente de força e amizade entre nossos povos que podemos enviar aos que querem nos dividir", ressaltou.

Mogherini, que chegou à Jordânia procedente do Líbano, deve visitar o campo de refugiados sírios de Zaatari, cerca de 85 quilômetros ao nordeste de Amã, e se reunir com o rei jordaniano, Abdullah II.

O governo jordaniano, da mesma forma que outros árabes, condenou hoje os atentados de Bruxelas e repudiou qualquer tipo de violência e terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos