Visita de Obama a Cuba é importante, mas não resolve bloqueio, aponta Cepal

Santiago do Chile, 22 mar (EFE).- A visita do presidente dos EUA, Barack Obama, a Cuba é relevante mas não resolve o bloqueio econômico à ilha, disse nesta terça-feira a secretária executiva da Comissão Econômica Para a América Latina e o Caribe (Cepal), Alicia Bárcena.

"É uma visita importante na qual foi aberto o diálogo, mas não resolve algo que continua sendo vital, que é o bloqueio. Enquanto esta questão não for resolvida, ainda estamos falando de boas intenções", afirmou Bárcena durante a apresentação de um relatório na sede da Cepal, em Santiago do Chile.

Alicia, que hoje iniciará uma visita de trabalho a Cuba, sustentou que no contexto financeiro atual, com economia aberta ao comércio, levantar o embargo dos EUA é fundamental para permitir o desenvolvimento econômico da ilha.

"Há medidas importantes que estão sendo tomadas, como permitir que os cubanos tenham contas em dólares nos EUA, mas são ainda medidas incipientes do que realmente pode ser a grande transformação econômica e social", apontou a secretária executiva da Cepal.

No marco de sua visita a Cuba, Obama disse de novo hoje ao Congresso de seu país que "é hora" de levantar o embargo econômico contra a ilha, uma medida que, segundo afirmou, está "prejudicando o povo cubano" ao invés de ajudá-lo.

Em seu discurso ao povo cubano no Grande Teatro Alicia Alonso de Havana, Obama afirmou nesta terça-feira que também "deveria ser mais fácil", por parte de Cuba, fazer negócios e que "todos" na ilha deveriam ter acesso à internet.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos