Centro de Buenos Aires amanhece interditado para visita de Obama

Buenos Aires, 23 mar (EFE).- O centro de Buenos Aires amanheceu nesta quarta-feira interditado e com fortes medidas de segurança devido à presença do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, que chegou nesta madrugada à Argentina para realizar uma visita de dois dias em busca de reforçar as relações entre ambos os países.

O trânsito da capital argentina foi afetado desde o início do dia devido às interdições realizadas em ruas e linhas de transporte na região do centro portenho e ao redor da embaixada dos EUA no bairro de Palermo, onde está hospedada a família do presidente.

O esquema especial também foi aplicado no Parque da Memória, no bairro de Núñez, que Obama visitará na quinta-feira de manhã para prestar homenagem às vítimas da última ditadura do país (1976-1983), segundo informou o Ministério de Segurança da Nação.

A cêntrica Praça de Maio, onde fica a sede do governo, na qual Obama se reunirá com o colega argentino, Mauricio Macri, e a Catedral Metropolitana, que também visitará, ainda estão abertas ao público, embora a circulação de pessoas seja inferior à habitual em plena hora do rush.

As cercas foram colocadas em diversas ruas para que os veículos não possam circular no perímetro delimitado pelas avenidas mais transitadas, região onde também não se pode estacionar.

O governo argentino elevou ontem o nível de alerta das forças de segurança pela chegada de Obama após os atentados terroristas ocorridos em Bruxelas.

A decisão foi tomada na reunião de gabinete liderada pelo presidente na Casa Rosada, sede do governo, segundo informou o titular do Sistema Federal de Veículos de Imprensa Públicos, Hernán Lombardi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos