Turquia deteve e deportou um dos autores dos atentados de Bruxelas

Istambul, 23 mar (EFE).- As autoridades da Turquia detiveram e deportaram à Holanda, no dia 14 de julho do ano passado, um dos jihadistas belgas que ontem cometeram atentados terroristas em Bruxelas, afirmou nesta quarta-feira o presidente do país, Recep Tayyip Erdogan.

"Um dos autores dos ataques de Bruxelas é uma pessoa que detivemos em junho de 2015 em Gaziantep e foi deportado. Informamos à embaixada belga sobre a deportação em 14 de julho. A Bélgica o deixou livre. Apesar das nossas advertências que esta pessoa era um combatente estrangeiro, a Bélgica não pôde determinar seus vínculos com o terrorismo", indicou Erdogan em entrevista coletiva em Ancara.

O presidente turco afirmou que o suposto terrorista foi deportado à Holanda a pedido do próprio suspeito.

"Também informamos à Holanda", acrescentou Erdogan.

Erdogan disse que o suposto jihadista foi detido na província de Gaziantep, uma região do sul da Turquia fronteira com a Síria e que é habitual lugar de passagem para os europeus que tentam se juntar ao Estado Islâmico na Síria. O presidente não mencionou o nome do suposto jihadista detido e o descreveu apenas como "um dos autores do atentado de Bruxelas".

Entre 2011 e junho de 2015, a Turquia deteve e deportou mais de 2.700 suspeitos, muitos deles de países europeus. A maioria tentava entrar na Síria para se unir ao Estado Islâmico. Esses deportados normalmente ficam em liberdade ao voltar a seus países.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos