Detido padre acusado de comprar carros de luxo com dinheiro de ONG em Lisboa

Lisboa, 24 mar (EFE).- As autoridades portuguesas detiveram duas pessoas, uma delas um padre, por supostamente comprar bens de luxo, como automóveis, com dinheiro de uma instituição de caridade.

A imprensa portuguesa divulgou nesta quinta-feira detalhes desta operação da Polícia Judiciária (PJ) lusa que aconteceu nos arredores de Lisboa após uma longa investigação que começou em meados de 2014, após ser detectada a suposta "gestão fraudulenta" na ONG. Através dessas "apropriações indevidas" de fundos eram "adquiridos bens de luxo", segundo a PJ, que realizou uma dezena de batidas em diferentes domicílios.

"As diligências, realizadas na região de Lisboa, levaram à apreensão de material probatório" e a detenção de "duas pessoas como suspeitas de desvio", de acordo com o órgão.

A imprensa lusa revelou hoje que um dos dois detidos é o sacerdote que dirigia a entidade "Casa do Gaiato", na capital portuguesa, e responsável por várias outras organizações sociais. Além de ter sido visto com um Porsche Panamera, ele também é acusado de utilizar fundos das ONG para adquirir potentes motos e de fazer turismo no exterior.

A "Casa do Gaiato" - dedicada a atender crianças e jovens com problemas familiares - manifestou que confia no padre e disse que irá esperar os resultados do processo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos