Polícia belga procura 8 cúmplices dos atentados de Bruxelas, diz jornal

Berlim, 27 mar (EFE).- As forças de segurança da Bélgica ainda procuram oito suspeitos de serem cúmplices nos atentados de Bruxelas, em sua maioria franceses ou belgas, que podem ter fugido para Síria ou estar ainda em território europeu, afirmou neste domingo o jornal alemão "Welt am Sonntag".

De acordo com o jornal, que cita fontes dos serviços de segurança sem mais detalhes, esses suspeitos estão ligados ao suposto mentor dos atentados de Paris do último dia 13 de novembro, Abdelhamid Abaadoud, ou ao recentemente preso na Bélgica, Salah Abdeslam.

Os serviços de segurança de diferentes países estão participando da operação de busca desses suspeitos, incluindo a Polícia Federal Criminal da Alemanha, segundo o jornal.

O "Welt am Sonntag" afirma, além disso, que o terrorista morto no distrito de Forest, em Bruxelas, na última terça-feira, o argelino Mohammed Belkaid, era, de acordo com as investigações em andamento, o cérebro de uma célula europeia do Estado Islâmico (EI).

Belkaid tinha coordenado junto com Najim Laachraoui, outro dos autores dos atentados de Bruxelas, tanto as células da milícia terrorista em Paris como as da Bélgica.

Os ataques da última terça-feira contra o aeroporto internacional de Zaventem e uma estação de metrô da capital belga provocaram a morte de 31 pessoas e deixaram outros 300 feridos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos