Número vítimas em atentados de Bruxelas sobe para 35

Bruxelas, 28 mar (EFE).- O número de vítimas mortais nos atentados de 22 de março em Bruxelas subiu para 35, após a morte de quatro pessoas que estavam internadas, informou nesta segunda-feira o governo belga.

"Quatro pacientes faleceram no hospital. As equipes médicas fizeram todo o possível. Meus pêsamos a todas as famílias", afirmou o gabinete da ministra belga de Assuntos Sociais e Saúde Pública, Maggie De Block, em mensagem da rede social Twitter.

No balanço divulgado ontem à noite pelo Centro de Crise da Bélgica, as autoridades e legista belgas tinham identificado formalmente 28 das vítimas mortais, enquanto três esperavam a verificação oficial após uma análise de DNA.

Este balanço não inclui os terroristas suicidas do atentado, que por enquanto oficialmente são três.

Dos 28, um total de 15 morreram nas duas explosões no aeroporto internacional de Zaventem.

Delas, seis têm nacionalidade belga e nove são estrangeiras dos EUA, Holanda, Suécia, Alemanha, França e China.

No ataque no metrô de Maelbeek, a poucos metros das instituições comunitárias, foram identificadas até agora formalmente 13 vítimas, das quais 10 são belgas e três estrangeiras da Itália, Suécia e do Reino Unido.

O Centro de Crise esclareceu que as nacionalidades dos estrangeiros mortos pode diferir com os dados facilitados pelo Ministério das Relações Exteriores, dado que algumas vítimas podem ter dupla ou inclusive tripla nacionalidade.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos