Argentina lembra 34º aniversário da Guerra das Malvinas

Buenos Aires, 1 abr (EFE).- Uma vigília na província de Chubut dará início nesta sexta-feira aos atos na Argentina pelo Dia do Veterano de Guerra e dos Caídos nas Malvinas, quando se completam 34 anos do início do conflito entre o país vizinho e o Reino Unido.

A data de 2 de abril lembra o desembarque em 1982 das tropas argentinas nas ilhas Malvinas, com o objetivo, depois fracassado, de recuperar o território anexado ao Reino Unido em 1833.

Apesar de a efeméride ser lembrada oficialmente apenas no sábado, já na noite dessa sexta-feira uma vigília contará com a apresentação do cantor Víctor Heredia em Trelew, local no qual no dia seguinte será realizado o ato de lembrança principal em Chubut.

As homenagens não contarão com a presença do presidente da Argentina, uma vez que Mauricio Macri viajou aos Estados Unidos para participar da Cúpula de Segurança Nuclear de Washington, ,as diferentes celebrações contarão com o apoio de alguns governadores de província.

A governadora Rosana Bertone, por exemplo, conduzirá um ato em sua província, a Tierra del Fuego, uma das regiões mais impactadas pelo histórico conflito entre Reino Unido e Argentina pela soberania das ilhas do Atlântico Sul.

Nas cidades de Santa Fé, Bahía Blanca e Mar del Plata, assim como em vários pontos das províncias nortistas de Jujuy, Corrientes e Misiones, os Centros de Ex-Combatentes planejaram shows de tango, jantares e desfiles cívico militares para homenagear aos caídos no conflito bélico.

A Guerra das Malvinas terminou em junho de 1982 com a rendição argentina perante as forças do Reino Unido, e nela morreram 255 britânicos, três ilhéus e 649 argentinos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos