Líbano desmantela rede que recrutava adeptos para o EI, entre eles crianças

Beirute, 1 abr (EFE).- As forças de segurança libanesas desmantelaram uma rede jihadista que recrutava adeptos, entre eles crianças, para o grupo extremista Estado Islâmico (EI), anunciou nesta sexta-feira a Segurança Nacional em comunicado.

Os detidos, quatro libaneses e um sírio, confessaram durante seu interrogatório que faziam parte do EI e que recrutavam suicidas, entre eles crianças, para cometer atentados suicidas contra o Exército e as forças de segurança libanesas.

Os suspeitos foram entregues à justiça para que continue com as investigações, acrescentou a nota.

A organização terrorista, de confissão sunita, luta na Síria contra os milicianos do grupo xiita libanês Hezbollah, que são aliados do governo do presidente Bashar al-Assad no conflito civil que acontece nesse país desde 2011.

Em agosto de 2014, jihadistas do EI e outros grupos extremistas enfrentaram as forças de segurança na cidade de Arsal, no norte do país, e mataram um grande número de militares.

Durante esses combates foram, além disso, sequestrados mais de 35 uniformizados, dos quais nove seguem em mãos dos radicais e os outros foram assassinados ou libertados.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos