Rússia e Sérvia pedem fim do TPII após condenação de Karadzic

Moscou, 1 abr (EFE).- Rússia e Sérvia solicitaram nesta sexta-feira o fechamento do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII), por considerar que a recente condenação do ex-líder servo-bósnio Radovan Karadzic mostrou que se trata de um órgão altamente politizado.

"Observamos uma considerável politização e parcialidade no trabalho do TPII. Defendemos seu rápido fechamento", disse o ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, em entrevista coletiva depois de se reunir com seu colega sérvio, Ivica Dacic.

Há uma semana a chancelaria russa já havia criticado a sentença de 40 anos de prisão contra Karadzic, e acusou a corte internacional de criar "o mito" de que só os sérvios tiveram culpa na guerra dos Bálcãs.

Dacic também defendeu suspender, "em um curto prazo de tempo", as atividades do TPII, por considerar que "não contribuiu à pacificação" na antiga Iugoslávia, seu principal objetivo.

"Após 20 anos assinamos as pazes na antiga Iugoslávia? Não. Nos últimos anos houve uma escalada verbal entre Sérvia e Croácia", disse.

Ele afirmou que "Haia é sinônimo da cidade de onde os sérvios não retornam vivos", e que o TPII é "um tribunal político criado, acredita nosso povo, para julgar só os sérvios".

"O fundamento desta política é que os sérvios são culpados de tudo e que os sérvios são os principais criminosos de guerra", ressaltou.

Dacic lembrou concordar que os criminosos de guerra devem responder por seus atos, mas tachou de "totalmente inadmissível ditar uma culpabilidade coletiva" contra o povo sérvio.

Karadzic foi condenado pelo TPII a 40 anos de prisão pelo genocídio de Srebrenica e por outros nove crimes de guerra e contra a humanidade, duas décadas depois do fim da guerra da Bósnia (1992-1995).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos