Terremoto de magnitude 6,1 sacode o centro do Japão, sem causar danos graves

Tóquio, 1 abr (EFE).- Um terremoto de magnitude 6,1 na escala Richter abalou nesta sexta-feira o litoral da província de Mie, no centro do Japão, sem que a agência meteorológica do país (JMA, sigla em inglês) tenha declarado alerta de tsunami e sem que tenham sido registrados danos importantes.

O terremoto, que ocorreu às 11h39 locais (23h39 de Brasília de quinta-feira), teve seu epicentro no mar, a cerca de 50 quilômetros da cidade de Taiji, e seu hipocentro foi situado a cerca de dez quilômetros de profundidade, segundo a JMA.

A agência japonesa explicou que o terremoto "não provocou danos" e não ativou o alerta de tsunami, mas informou sobre a possibilidade de "leves mudanças no nível do mar em regiões litorâneas".

O tremor foi sentido em boa parte do centro e do oeste do Japão e alcançou o nível 4 na escala japonesa, que foca mais nas zonas afetadas do que na intensidade do tremor, na cidade de Kozagawa, na província de Wakayama, no oeste do país.

A emissora pública de radiodifusão "NHK" também não informou sobre danos e explicou que o trem bala ficou parado durante alguns minutos entre as estações de Shizuoka e Gifu Hashima, na linha Tokaido, que liga Tóquio a Kioto.

Também não foram reportados danos nas principais rodovias e estradas.

A região na qual ocorreu o tremor está exposta aos movimentos telúricos que acontecem na fossa de Nankai, um dos pontos com maior atividade sísmica do mundo e onde os especialistas preveem que será gerado um forte terremoto nas próximas décadas.

O Japão está localizado sobre o "Círculo de Fogo do Pacífico", uma das zonas sísmicas mais ativas do mundo, e sofre terremotos com relativa frequência, por isso a infraestrutura do país foi especialmente projetada para resistir aos tremores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos