Alemanha acolherá pelo menos 1,6 mil sírios após acordo entre UE e Turquia

Berlim, 2 abr (EFE).- Os primeiros de pelo menos 1,6 mil refugiados sírios que a Alemanha acolherá em aplicação ao acordo assinado entre Turquia e a União Europeia chegarão ao país na segunda-feira, confirmou o Ministério do Interior em declarações ao jornal "Welt am Sonntag".

"Inicialmente serão amparadas dezenas de pessoas", disse um porta-voz ministerial, que acrescentou que em um primeiro passo, Alemanha receberá 1,6 mil solicitantes de asilo sírios, ao mesmo tempo que precisou que caso seja necessário, o país está disposto a abrir suas portas por este acordo a outras 13,5 mil pessoas.

Segundo o Ministério, entre os principais critérios para acolher determinados refugiados que estão na Turquia figuram o reagrupamento familiar, as opções de uma boa integração, assim como o grau de vulnerabilidade.

Segundo o acordo, em vigor desde 20 de março, a Turquia receberá outra vez aqueles imigrantes e refugiados que chegarem de forma irregular ao litoral grego.

No entanto, a Agência de Controle de Fronteiras Exteriores (Frontex) da União Europeia (UE) advertiu que na véspera do início da aplicação do acordo, não conta nem sequer com a metade dos policiais necessários, que tinha cifrado em meados deste mês em 1.500, além de 50 analistas em matéria de expulsões.

"Os Estados-membros da UE se comprometeram por enquanto ao envio de quase 700 funcionários e 44 analistas" para apoiar as autoridades gregas, afirmou uma porta-voz de Frontex ao "Welt am Sonntag".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos