Enchestes no Afeganistão deixam seis mortos e afetam milhares de pessoas

Cabul, 2 abr (EFE).- Pelo menos seis pessoas morreram e milhares foram afetadas pelas fortes chuvas que há duas semanas castigam a província de Uruzgan, no sul do Afeganistão, onde as autoridades desdobraram forças de segurança.

O porta-voz do governo de Uruzgan, Dost Nayab, informou neste sábado à Agência Efe que pelo menos quatro adultos e duas crianças morreram nos últimos dois dias na região devido às enchentes, que afetam sobretudo três distritos, incluída a capital provincial, Tirin Kot.

As chuvas deixaram, além disso, centenas de deslocados e obrigaram a desdobrar tropas, apesar da fonte ter apontado que as enchentes estão dificultando as operações de resgate, por isso que as autoridades ainda não conseguiram proporcionar ajuda de emergência às vítimas.

Centenas de casas e lojas ficaram destruídas e mais de 600 hectares de terreno agrícola foram arrasados, acrescentou o porta-voz, que apontou que o balanço de perdas humanas e materiais pode aumentar na próximas horas.

O norte, sul e leste do Afeganistão foram afetados por fortes chuvas desde há duas semanas e, apesar das autoridades centrais confirmarem que ocorreram mortes em várias áreas, não puderam oferecer um balanço concreto.

"Podemos confirmar que as atuais precipitações e inundações deixaram mortos, feridos e danos materiais a propriedades e terrenos agrícolas, mas não temos números concretos e nem detalhes", disse à Agência Efe um porta-voz do Ministério de Gestão de Desastres afegão, Omar Mohammadi.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos