Índia investigará mais de 500 cidadãos com empresas em paraísos fiscais

Nova Délhi, 4 abr (EFE).- O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, determinou nesta segunda-feira uma investigação sobre os mais de 500 indianos que supostamente possuem empresas em paraísos fiscais, de acordo com as revelações feitas ontem através do Panama Papers.

"Formamos um grupo para coordenar isso", disse o ministro das Finanças da Índia, Arun Jaitley, em declarações a imprensa local, ao afirmar que "o primeiro-ministro solicitou que o assunto seja investigado".

O grupo será integrado por membros de agências governamentais, como a Junta Central de Impostos Diretos e a Unidade de Inteligência Financeira, e o Banco Reserva da Índia (RBI).

Jaitley afirmou que são "esperadas mais revelações" e considerou que esse tipo de denúncia é "saudável". Nesse sentido, adiantou que "atuará rigidamente" contra as contas que forem descobertas como ilegais.

O titular das Finanças lembrou que o governo mantém uma investigação aberta sobre ativos depositados em países como a Suíça e Liechtenstein por causa das revelações de Hervé Falciani sobre os dados de 130 mil supostos defraudadores com contas no HSBC.

O governo indiano de Modi criou em maio de 2014 uma equipe Especial de Investigação para recuperar bilhões de dólares depositados no exterior. No ano passado, o governo abriu uma brecha na lei para que os defraudadores ficassem em dia com suas receitas no país.

Jaitley indicou hoje ao jornal "The Indian Express", que se incumbiu de noticiar o Panama Papers no país, que aqueles que não aproveitaram a chance para declarar seus ativos ilegais vão encontrar "semelhante temeridade extremamente cara".

Os 11,5 milhões de documentos expostos de quase quatro décadas do escritório panamenho Mossack Fonseca revelaram que mais de 500 indianos têm contas em paraísos fiscais, entre eles grandes empresários e estrelas do cinema de Bollywood.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos