Autoridades sírias denunciam possível ataque químico do EI em Deir ez Zor

Damasco, 5 abr (EFE).- As autoridades sírias denunciaram nesta terça-feira um possível ataque com gás tóxico feito pelo grupo jihadista Estado Islâmico (EI) contra uma posição do exército perto do aeroporto militar de Deir ez Zor, no nordeste do país.

Fontes locais, citadas pela agência de notícias oficial síria "Sana", afirmaram que ontem os extremistas utilizaram mísseis que continham gás mostarda. Segundo as fontes, houve vários casos de asfixia que foram tratados imediatamente, como consequência do ataque.

As forças armadas sírias anunciaram na segunda-feira que tinham repelido uma ofensiva dos radicais contra o aeroporto de Deir ez Zor, no qual o EI usou 17 carros-bomba.

Não é a primeira vez que surgem denúncias sobre uma hipotética utilização de armas químicas por parte do EI. Em outubro do ano passado, as forças curdas acusaram os jihadistas de usar gás mostarda em seus ataques contra os soldados governamentais no norte do Iraque.

O gás mostarda, conhecido pelo uso na Primeira Guerra Mundial, pode causar cegueira e problemas respiratórios, embora só seja mortal em quantidades muito elevadas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos