Condenada a prisão mulher que vendeu virgindade de filha adolescente na Colômbia

Em Bogotá

  • Getty Images

Uma mulher foi condenada pela Justiça da Colômbia a 22 anos de prisão por vender a virgindade de uma de suas filhas pelo equivalente a US$ 98 (R$ 355), informaram nesta segunda-feira (4) fontes judiciais.

A condenação por "prostituição" e "exploração sexual" foi emitida por um tribunal de Bogotá contra Margarita de Jesús Zapata, informou a promotoria colombiana em comunicado.

A mulher, que tem outros 12 filhos, "ofereceu, por 300 mil pesos, a virgindade de sua filha de 12 anos de idade, que denunciou o fato às autoridades", acrescentou o órgão da Justiça colombiana, que não detalhou o ano em que o crime ocorreu.

A sentença também obriga a mulher a pagar 72 milhões de pesos (cerca de R$ 87 mil) "como reparação por danos e prejuízos ocasionados" à vítima.

O tribunal também condenou a 12 anos de prisão Tito Cornelio Daza, o homem que, segundo as investigações, pagou os US$ 98 pela virgindade da menor, que ficou grávida.

Nas investigações, as autoridades também descobriram que a mulher oferecia serviços sexuais de outros menores de idade, entre eles dois de seus filhos.

A mulher e o homem foram detidos em novembro de 2013 pelas autoridades.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos