Parlamento irlandês recusa candidatura de Kenny ao cargo de primeiro-ministro

Dublin, 6 abr (EFE).- A câmara baixa (Dáil) do parlamento da Irlanda recusou nesta quarta-feira, pela segunda vez, a candidatura ao cargo de primeiro-ministro do democrata-cristão Enda Kenny, líder do partido Fine Gael (FG) e ganhador das eleições gerais de fevereiro.

Nesta nova sessão, 51 dos 157 deputados do Dáil votaram a favor do "Taoiseach" (primeiro-ministro) interino, menos que na primeira, em março, quando contou com o apoio do Partido Trabalhista, parceiro no Executivo durante o mandato anterior.

A câmara Baixa de Dublin também rejeitou a candidatura do líder do segundo partido nacional, o centrista Fianna Fáil (FF) de Micheál Martin, situação que abriu o caminho para que ambos os dirigentes realizem hoje o primeiro encontro tête-à-tête para explorar a possibilidade de chegar a um acordo de governo.

Mais de um mês depois das eleições gerais, os dois principais partidos políticos não alcançaram ainda pactos de governabilidade com as formações minoritárias e deputados independentes que integram o Dáil mais heterogêneo das últimas décadas.

Um pacto entre FG e FF, rivais históricos que se alternaram no poder desde a independência da Irlanda há quase um século, é visto como a melhor opção para formar um Executivo estável e evitar a convocação de novas eleições.

O Fine Gael de Kenny ganhou com 50 cadeiras o pleito de 26 de fevereiro, enquanto o Fianna Fáil de Martin obteve 44 dos 158 assentos em disputa.

O esquerdista Sinn Féin, antigo braço político do já inativo IRA, obteve 23 cadeiras, nove a mais que na anterior legislatura, e propôs seu presidente, Gerry Adams, para o posto de "Taoiseach" na primeira votação do Dáil de 10 de março, mas também foi rejeitado.

O quarto candidato então foi Richard Boyd-Barrett, dirigente da Aliança Antiausteridade-Pessoas antes que Benefícios (AAA-PBP), que tem seis cadeiras no Dáil.

Após a retirada de Adams, a AAA-PBP apresentou nesta nova sessão de posse sua deputada Ruth Coppinger, a primeira mulher na história da Irlanda que aspira dirigir o governo de Dublin, que, no entanto, também não tem os apoios suficientes.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos