Advogado diz que rei marroquino quer "discrição" em negócios privados

(Corrige nome do portal no sublead)

Rabat, 7 abr (EFE).- O advogado Hicham Naciri, que representa o secretário particular do rei Mounir Majidi, apontado no escândalo "Panama Papers" como titular de duas empresas offshores no Panamá, afirmou nesta quinta-feira que o rei Muhammad VI procura às vezes "certa discrição nos negócios de sua vida privada".

Naciri, que deu hoje as primeiras explicações do caso em entrevista concedida ao portal "medias24", acrescenta, no entanto, que "o patrimônio (do rei) é administrado de forma extraordinariamente transparente" e que em seu caso "discrição" não significa "dissímulo".

Ele explicou que uma sociedade chamada Imobiliária Orion, registrada em Luxemburgo, comprou em nome do rei um hotel em Paris (que não identifica, mas que negou ser o Hotel De Broglie, como informou algum meio francês), e que outra empresa, registrada nas Ilhas Virgens e chamada SMCD, adquiriu também em nome do rei uma escuna chamada Boughaz.

As sociedades foram supostamente criadas "ad hoc" para ambas as operações, embora isto não tenha sido esclarecido.

A sociedade Orion e o hotel "foram vendidos há 5 ou 6 anos", enquanto a SMCD foi "dissolvida" e a escuna continua sendo propriedade do monarca, "matriculada no Marrocos em nome de Vossa Majestade", atracada no porto, afirmou.

"No Marrocos - frisou o advogado -, os negócios da família real são conhecidos e transparentes, um bom número deles é cotado na Bolsa de Casablanca e estão sujeitos a regras estritas de comunicação".

"As sociedades da família real estão submetidas regularmente a controles fiscais e são tratadas sem nenhuma diferença do resto. Não há privilégios", acrescentou.

O secretário particular do rei Muhammad VI, Mounir Majidi, administra todo o patrimônio real e é um homem extremamente discreto, que evita o foco midiático apesar de ser considerado um dos homens mais poderosos do país.

A fortuna de Muhammad VI, estimada em US$ 2,1 bilhão segundo o lista da Forbes em 2014, o transformava nessa data no segundo homem mais rico do Marrocos (atrás de um banqueiro) e o 16° mais rico da África.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos