Estilista italiano Valentido é citado no escândalo "Panama Papers"

Roma, 7 abr (EFE).- O nome do estilista italiano Valentino Garavani aparece no escândalo "Panama Papers", segundo a publicação "L'Espresso", presente no parte do Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ, em inglês) que revelou o escândalo das filtragens.

A publicação divulgará na sexta-feira de 100 personalidades italianas que também aparecem nos "Panama Papers" e em sua versão digital citou o nome do estilista de alta costura Valentino, após ter analisado mais de 11 milhões de documentos filtrados da firma de advogados Mossack Fonseca.

Segundo as informações de "L'Espresso", o nome do estilista, junto ao de seu sócio Giancarlo Giammetti, aparece ligado a duas sociedades radicadas nas Ilhas Virgens Britânicas: Jarra Overseas e Paramour Finance, esta última liquidada em 2013.

O estilista vive em Londres há 10 anos e, como publica o jornal, rejeitou através de seus advogados fazer declarações.

No avanço de nomes publicados pelo "L'Espresso" em seu site, o do estilista soma-se a outros como o do ator e diretor Carlo Verdone, ligado a uma corporação com sede no Panamá, liquidada em 2014, e ao da atriz e apresentadora Barbara D'Urso, que aparece como administradora de uma sociedade nas ilhas as Seychelles, segundo o meio italiano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos