Terroristas pretendiam atentar no domingo de Páscoa em Bruxelas, diz jornal

Bruxelas, 7 abr (EFE).- Os terroristas que atentaram no aeroporto e em uma estação de metrô de Bruxelas na realidade pretendiam atacar no fim de semana de Páscoa, concretamente no domingo de Ressurreição, informou nesta quinta-feira o jornal belga "Le Soir" citando fontes da investigação.

De acordo com este meio, os investigadores cada vez estão mais convencidos de que o ataque contra o aeroporto internacional de Zaventem "devia ter ocorrido no fim de semana de Páscoa", "muito provavelmente no domingo", dia 27 de março.

Com efeito, a hipótese de que os terroristas queriam atentar na realidade em Semana Santa já foi ventilada por outros veículos de imprensa.

A emissora "VTM" sustentou dois dias depois do ataque terrorista que os atentados iam ser perpetrados inicialmente na segunda-feira de Páscoa.

"Le Soir" afirma que há várias opções que ventilam os investigadores, mas que a hipótese do domingo de Páscoa "é a privilegiada", segundo uma fonte próxima ao caso.

De acordo com este jornal, há vários elementos internos e externos na investigação que apoiam esta hipótese, como a detenção no dia 18 do suposto cérebro logístico dos atentados de Paris, Salah Abdeslam, e a aparição na imprensa de retratos dos irmãos Ibrahim e Khalid El Bakraoui.

Isso teria obrigado os terroristas a antecipar seus planos.

"Le Soir" afirma, além disso, que no testamento que Ibrahim deixou em um computador achado em uma fábrica de celulose na rua Max Roos, no distrito bruxelense de Schaerbeek, este disse que se atuou com "precipitação".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos