Turquia e Israel preveem assinar sua reconciliação "em breve"

Istambul, 8 abr (EFE).- Turquia e Israel preveem assinar "muito em breve" um acordo para restabelecer e normalizar suas relações, danificadas pelo incidente da "flotilha de Gaza" em 2010, anunciou nesta sexta-feira o Ministerio das Relações Exteriores turco em comunicado.

A nota afirma que as equipes de negociação de ambos países, aliados durante anos e distanciados há seis, se reuniram ontem em Londres, onde "fizeram progressos rumo à finalização do acordo e de reduzir suas diferenças".

A delegação turca estava liderada pelo secretário das Relações Exteriores, Feridun Sinirlioglu, enquanto pela parte israelense compareceram Joseph Ciechanover, enviado especial do primeiro-ministro, e o presidente interino do Conselho Nacional de Segurança, o general Jacob Nagel.

As equipes pactuaram que "o acordo será concluído na próxima reunião, que deve ser convocada muito em breve", assegura o Ministério turco.

As negociações tentam recompor as relações danificadas entre ambos países por causa do ataque israelense ao Mavi Marmara, embarcação da "flotilha de Gaza" em 2010, durante o qual morreram dez turcos, um deles com cidadania americana.

A Turquia acabou expulsando o embaixador israelense e impôs três condições para restabelecer as relações: uma desculpa formal, o pagamento de indenizações às famílias das vítimas e o levantamento do bloqueio israelense a Gaza.

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, já pediu desculpas em 2013, e com relação às indenizações, segundo a rede turca "NTV" poderiam alcançar os US$ 20 milhões.

O ponto mais espinhoso seria a situação de Gaza, mas "NTV" afirmou hoje que a Turquia poderia aceitar um acordo no qual lhe permite enviar uma embarcação que proporcione água e eletricidade aos habitantes da Faixa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos