Morre de causas naturais o réu mais velho no corredor da morte do Texas (EUA)

Austin (EUA), 8 abr (EFE).- Com 78 anos e após quase quatro décadas no corredor da morte do estado do Texas, no centro-sul dos Estados Unidos, morreu nesta sexta-feira de causas naturais o detento Jack Harry Smith, condenado por assassinar um caixa de supermercado em 1978.

Smith foi preso pela primeira vez em 1955 por vários roubos e, em 1957, um assalto lhe rendeu uma condenação de prisão perpétua. Em 1963, Smith teve uma tentativa de fuga frustrada, mas obteve a liberdade condicional em 1977.

Não fazia nem um ano que Smith estava em liberdade quando matou o caixa de supermercado na cidade de Pasadena, perto de Houston.

Durante seus 37 anos e meio no corredor da morte, Smith viu o estado do Texas executar 537 condenados. Além disso, apenas três dos 250 presos que atualmente aguardam pela pena de morte nesse estado estão presos a mais tempo que ele.

Smith já tinha esgotado todos os seus recursos na Justiça e não havia nada que impedisse o Texas de executá-lo.

Há alguns anos, o condenado vinha sofrendo com problemas de saúde e, na semana passada, foi transferido de sua cela para uma clínica do Departamento de Justiça Criminal do Texas, onde hoje morreu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos