Promotoria panamenha realiza buscas em escritórios da Mossack Fonseca

(Atualiza com novos detalhes da operação).

Cidade do Panamá, 12 abr (EFE).- Uma recém-criada promotoria especializada no combate ao crime organizado no Panamá realizou nesta terça-feira uma operação de busca e apreensão nos escritórios da empresa de advocacia e gestão patrimonial Mossack Fonseca como parte da "investigação de ofício" aberta devido ao escândalo conhecido como Panama Papers.

A "operação de busca, inspeção ocular e registro" foi realizada na "sede da firma Mossack Fonseca e demais filiais do grupo", e "no Data Center Internacional da empresa telefônica que lhe oferece suporte informático, em devida forma e sem nenhum tipo de percalço ou impedimento", detalhou a promotoria.

O objetivo era "obter documentação que guarde relação com as informações publicadas nos artigos noticiosos que estabelece a possível utilização da firma em atividades ilícitas", acrescentou.

Um dos advogados da firma, Elías Solano, limitou-se a comentar que a diligência era uma "inspeção ocular", e negou que fosse uma operação de busca e apreensão.

O encarregado da diligência é o procurador Javier Caraballo, titular da Segunda Promotoria Especializada Contra o Crime Organizado, cuja criação foi anunciada hoje pelo Ministério Público do país.

No último dia 3, quando começou a divulgação na imprensa internacional de milhares de documentos da Mossack Fonseca, a procuradora-geral do Panamá, Kenia Porcell, anunciou o início de uma investigação para determinar se foi cometido em território panamenho algum fato punível em relação ao escândalo.

O vazamento de documentos da Mosssack Fonseca, administradora de milhares de empresas offshore para personalidades de todo o mundo, levantou suspeitas sobre evasão de impostos ou lavagem de dinheiro e abalou a reputação do Panamá, que por causa do escândalo foi recolocado pela França em sua lista de paraísos fiscais.

O presidente do Panamá, Juan Carlos Varela, pediu hoje ao governo francês para que "reconsidere" a decisão de incluir o país centro-americano nessa lista.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos