Equador registra 135 réplicas de terremoto que deixou pelo menos 77 mortos

Quito, 17 abr (EFE).- O Instituto Geofísico da Escola Politécnica Nacional do Equador afirmou neste domingo que registrou 135 réplicas do terremoto de magnitude 7,8 graus na escala aberta de Richter que sacudiu o litoral norte do país ontem.

As 135 réplicas ocorreram na região de Pedernales, uma das mais afetadas pelo tremor principal. A de maior magnitude foi registrada às 2h13 locais (4h13 em Brasília), a 9,7 quilômetros de profundidade, perto de Cabo Pasado, na província de Manabí.

A previsão é que as réplicas continuem ocorrendo, inclusive nos próximos dias, disse o Instituto Geofísico pelo Facebook. O terremoto principal foi sentido em várias cidades do Equador, como Guayaquil, Santo Domingo, Tungurahua, Ibarra e Quito.

Até o momento, de acordo com o último balanço provisório de vítimas, 77 pessoas morreram e 588 ficaram feridas após o tremor. As autoridades ainda avaliam a extensão dos danos materiais.

O número de mortos pode aumentar, afirmou o vice-presidente do país, Jorge Glas, porque as equipes de resgate estão tendo dificuldade de chegar a algumas regiões atingidas.

O tremor ocorreu por volta das 19h (20h em Brasília), com epicentro entre os balneários de Cojimés e Pedernales, na província de Manabí. Após o desastre, o governo declarou estado de emergência nas províncias de Esmeraldas, Manabí, Guaias, Santo Domingo de los Tsáchilas, Los Ríos e Santa Elena.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos