Fortes chuvas deixam pelo menos 34 mortos no Afeganistão

Cabul, 17 abr (EFE).- Pelo menos 34 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas no norte e no nordeste do Afeganistão devido às intensas chuvas que atingem a região desde sábado, provocando várias inundações, informaram neste domingo à Agência Efe fontes oficiais.

O transbordamento dos rios inundou, além disso, centenas de hectares de plantações, gerando perdas ainda não quantificadas nas províncias de Balkh, Samangan e Baghlan, no norte, e Bagdhis, no nordeste do Afeganistão.

O chefe da polícia de Bagdhis, a província mais afetada pelas tempestades, indicou à Agência Efe que pelo menos 25 pessoas morreram na região, entre elas duas crianças, além de 80 feridos.

O governador de Badghis, Anawar Eshaqzai, disse à Efe que deu instruções aos órgãos locais para "fazer tudo o necessário para fornecer comida e outras provisões às pessoas afetadas".

As chuvas também deixaram seis mortos, três deles crianças, em Samangan, indicou o porta-voz do governo provincial, Sediq Azizi. Dúzias de casas foram afetadas e centenas de hectares de plantações foram perdidas por causa das tempestades, segundo o porta-voz.

Em Balkh, três pessoas morreram e oito ficaram feridas, informou à Efe o porta-voz da província, Munir Ahmad Farhad, que disse que o número de vítimas pode crescer nas próximas horas.

Além disso, centenas de imóveis foram destruídas e as estradas cortadas em Baghlan, indicou Omar Mohammadi, porta-voz do Escritório do Ministério de Gestão de Desastres do país.

Intensas chuvas já tinham deixado na semana passada pelo menos 21 mortos no sul do país e importantes danos nas regiões agrícolas dessa região do Afeganistão.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos