Itamaraty expressa condolências por terremoto no Equador

Brasília, 17 abr (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores do Brasil expressou "consternação" neste domingo pelo terremoto que matou 235 pessoas e deixou 1.557 feridos no sábado na região norte do Equador.

"O governo brasileiro teve conhecimento, com consternação, do terremoto que afetou Equador neste sábado, 16 de abril, que deixou centenas de feridos e provocou a morte de dezenas de pessoas", afirmou o governo em comunicado oficial divulgado pelo Itamaraty.

O governo brasileiro também expressou solidariedade com os familiares das vítimas e manifestou seu "sentido pesar" ao governo e ao povo do Equador.

O terremoto ocorreu às 18h58 locais de sábado (20h58 em Brasília), entre os balneários de Cojimíes e Pedernalas, na província de Manabí e na vizinha Esmeraldas, que também sentiu o impacto das réplicas que seguiram o tremor principal.

Após o desastre, o governo equatoriano decretou estado de emergência nas províncias de Esmeraldas, Manabí, Guaias, Santo Domingo de los Tsáchilas, Los Ríos e Santa Elena, assim como estado de exceção em todo o território nacional.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos