Tempestade no Chile deixa 1 morto, 5 desaparecidos e mais de mil desabrigados

Santiago do Chile, 17 abr (EFE).- Uma pessoa morreu, cinco estão desaparecidas e outras mil ficaram desabrigadas após uma tempestade que atinge desde sábado a região central do Chile, provocando inundações e prejudicando o fornecimento de energia no país.

Segundo um relatório entregue neste domingo pelo Escritório Nacional de Emergência (Onemi), as regiões metropolitana de Santiago, além de O'Higgins e Maule são as mais afetadas até o momento. Várias estradas estão bloqueadas e centenas de imóveis estão sem energia e água potável.

Na pequena localidade de El Melocotón, próxima a Santiago, uma mulher morreu e três pessoas estão desaparecidas após uma inundação que destruiu a casa onde estavam, informou a imprensa local.

Em O'Higgins, o rio Tinguiririca arrastou vários imóveis, deixando pelo menos 765 pessoas isoladas. Duas pessoas estão desaparecidas na região, de acordo com as autoridades.

Na região metropolitana de Santiago, onde o governo decretou alerta vermelho, mais de 4 milhões de pessoas estão sem água potável, e centenas de ruas estão intransitáveis.

O alerta vermelho permite a mobilização de todos os recursos necessários e disponíveis para controlar a situação, dada a extensão e severidade do problema, explicou o Escritório Nacional de Emergência, vinculado ao Ministério do Interior do Chile.

O rio Mapocho, que cruza Santiago, transbordou em várias regiões da comuna de Providencia, devido a trabalhos que uma empresa particular realiza no setor.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos