Controvérsia entre Sudão e Egito por zona fronteiriça em disputa ressurge

Cairo, 18 abr (EFE).- A disputa pelo triângulo fronteiriço de Halaib e Shalatin ressurgiu entre Egito e Sudão, depois que o último aproveitou para reivindicar o território coincidindo com a cessão por parte do Cairo de duas ilhas à Arábia Saudita.

O Ministério egípcio das Relações Exteriores emitiu um comunicado divulgado nas últimas horas no qual garantiu que Halaib e Shalatin são "território egípcio e sob a soberania egípcia".

Desta forma respondeu ao pedido sudanês de negociar diretamente para resolver a questão do triângulo "como com os irmãos da Arábia Saudita", em referência às ilhas de Atiram e Sanafir, entregues ao reino saudita na semana passada.

Segundo o governo egípcio, as duas ilhas só estavam sob a tutela do Egito, mas pertencem à Arábia Saudita, enquanto muitos cidadãos, políticos e ativistas reivindicam a plena soberania sobre ambos territórios.

O triângulo entre Halaib e Shalatin se encontra sob administração egípcia há anos, mas o Sudão reivindica que a zona é parte de seu território.

Os habitantes, em sua maioria de origem sudanesa, puderam votar nas eleições presidenciais e parlamentares realizadas tanto no Egito como no Sudão nos últimos anos.

A fronteira entre ambos países vive atualmente um período de calma, mas na década de 1990 vários incidentes elevaram a tensão, concretamente a disputa por Halaib.

Egito e Sudão foram um só país até o ano de 1956, quando o Sudão proclamou sua independência do Egito e Grã-Bretanha, que controlavam seu território de forma conjunta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos