Ano de 2015 registrou número mais alto de refugiados desde 1945

Berlim, 19 abr (EFE).- O número de refugiados no mundo todo chegou, em meados de 2015, a 15,1 milhões de pessoas, seu ponto máximo desde o final da Segunda Guerra Mundial em 1945, segundo um relatório da Organização Internacional de Migrações (IOM) divulgado nesta terça-feira em Berlim.

Esse número representa um aumento de 45% com relação ao momento em que o conflito sírio começou há cinco anos.

Nos países da União Europeia no final de 2015 tinham sido apresentadas 1,2 milhão de novas solicitações de asilo, a maior parte delas -442 mil- na Alemanha.

Uma terceira parte dos peticionários de asilo são menores de idade, segundo o relatório.

O aumento do número de peticionários de asilo se deve antes de tudo ao crescente fluxo de pessoas procedentes da Síria, Afeganistão e Iraque.

No entanto, a maior parte dos refugiados se encontra em países vizinhos às zonas em conflito.

Assim, por exemplo, boa parte da população deslocada pelo conflito sírio está em países fronteiriços. A Turquia abriga 2,2 milhões de refugiados sírios, o Líbano 1,2 milhão e a Jordânia 630 mil.

O ano de 2015 também foi um dos mais mortais para os refugiados durante a tentativa de atravessar fronteiras. Mais de 5,4 mil refugiados morreram em 2015 ou estão desaparecidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos