Bolo "homofóbico" coloca pastor e supermercado em pé de guerra nos EUA

Em Austin

O pastor de uma congregação religiosa da comunidade LGBT de Austin, nos Estados Unidos, decidiu nesta terça-feira (19) processar uma rede de supermercados por vender-lhe um bolo com uma mensagem homofóbica, algo que a empresa nega e pelo que ameaça responder com ações legais.
 

O religioso, Jordan Brown encomendou recentemente a uma filial da rede Whole Foods em Austin um bolo com a mensagem "Love Wins" ("O amor vence"), um lema utilizado pelo movimento LGBT nos EUA, após a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo no ano passado.

Segundo Brown, após buscá-lo e passar pelo caixa se deu conta que o bolo tinha uma terceira palavra escrita, o insulto homofóbico "Fag" (algo como "bicha").

Ao chegar em casa, o pastor gravou um vídeo que posteriormente postou nas redes sociais para demonstrar que a embalagem do bolo estava intacta, e pôs o caso nas mãos de um escritório de advogados especializados em casos de homofobia.

"Foi humilhante e senti como se saíssem flutuando um montão de lembranças dolorosas", afirmou Brown, fundador da Igreja Portas Abertas de Austin e cujo vídeo suscitou a indignação de dezenas de internautas.

A resposta da Whole Foods não demorou. A empresa negou que um de seus empregados tivesse escrito a palavra ofensiva e garantiu, além disso, que o confeiteiro em questão também é homossexual.

"Nosso funcionário escreveu 'Love Wins' como solicitou o cliente, e assim é como o bolo foi empacotado e vendido em nosso estabelecimento", afirmou a rede em comunicado.

"Nossos funcionários não desenham nem aceitam encomendas de bolos que incluam mensagens ou imagens ofensivas. A Whole Foods tem uma política de tolerância zero com a discriminação", acrescentou a empresa.

Apesar desta resposta, o advogado de Brown, Austin Kaplan, entrou hoje com um processo contra o supermercado.

O supermercado defende que a caixa foi manipulada após sair do estabelecimento, mas Kaplan assegura que seu cliente "não fez isso".

"Acreditamos que as acusações são falsas e temos a intenção de tomar ações legais contra o senhor Brown e seu advogado", respondeu hoje a companhia, que tem sua sede precisamente em Austin.

Junto ao comunicado, a Whole Foods publicou uma fotografia com a mensagem "Love Wins" na qual aparecem seus funcionários em Austin fazendo com as mãos o símbolo do coração.

A Whole Foods é a oitava maior rede de supermercados do país com um faturamento de US$ 15,4 bilhões em 2015 e com uma força de trabalho de 85 mil funcionários distribuídos em 435 supermercados dos Estados Unidos, Reino Unido e Canadá.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos