Rei jordaniano designa novo ministro do Interior após renúncia do anterior

Amã, 19 abr (EFE).- O rei jordaniano, Abdullah II, emitiu nesta terça-feira um decreto para nomear Mazen al-Qadi novo ministro do Interior, depois da renúncia do anterior titular, que ordenou na semana passada o fechamento da sede da Irmandade Muçulmana.

A nomeação foi anunciada em comunicado pela Casa Real jordaniana, que não precisou os motivos da renúncia do anterior ministro, Salameh Hamad.

As forças de segurança jordanianas invadiram no último dia 13 a sede da Irmandade Muçulmana em Amã e fecharam o local, uma medida controversa qualificada pela confraria de "ilegal".

Além disso, no domingo passado foi feita uma batida no escritório da Frente de Ação Islâmica, o braço político da Irmandade, embora os agentes se retiraram após indicar que a operação foi "por erro".

A relação entre a Irmandade Muçulmana, o principal grupo de oposição, e as autoridades jordanianas sempre foi complicada e se deteriorou nos últimos meses.

Por outro lado, o rei nomeou Yousef al Shauarbah ministro de Assuntos Parlamentares e Políticos, em substituição de Khaled Yalaldeh, que foi designado a princípios deste mês membro da Comissão Eleitoral.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos