Forte explosão em complexo petroquímico deixa 3 mortos e 60 feridos

(Confirma morte de três pessoas e eleva número de feridos)

Xalapa (México), 20 abr (EFE).- Uma forte explosão ocorrida nesta quarta-feira em um complexo petroquímico da estatal Petroleos Mexicanos (Pemex) no porto de Coatzacoalcos, no leste do México, deixou pelo menos três mortos e 60 feridos, informaram fontes oficiais.

A explosão aconteceu por volta das 15h30 (hora local, 17h30 de Brasília) na planta de Clorados 3 do complexo de Pajaritos e foi ouvida na maior parte do porto.

As autoridades emitiram um alerta à população de Coatzacoalcos para que evite sair de casa devido à presença, no ar, de compostos químicos que podem causar queimaduras na pele.

A Secretaria de Defesa Civil informou que há gases e cinzas derivados de fibra de vidro com cloroetanol, que surgem das chamas do local do acidente. Com isso, foi fechada ao tráfego a estrada federal Coatzacoalcos-Villahermosa e a Ponte Coatzacalcos I, que liga a cidade ao resto da região.

"A Secretaria de Defesa Civil está em coordenação com as autoridades da Pemex", escreveu no Twitter o governador do estado de Veracruz, Javier Duarte, que acrescentou que já foram ativados todos os protocolos de emergência.

Usando a mesma rede social, a Pemex disse que estava atendendo a ocorrência "na planta Clorados 3 da empresa Petroquímica Mexicana de Vinilo (PMV), em Coatzacoalcos".

Em mensagem posterior, a companhia afirmou que "o acidente ocorreu na planta PMV, que é operada pela empresa Mexichem, com a qual a Pemex tem uma parceria".

Inicialmente foi informado sobre três funcionários feridos pelo acidente na fábrica, mas em mensagem posterior o número foi corrigido para 30.

Mas fontes do governo de Veracruz confirmaram à Agência Efe a morte de três pessoas e acrescentou que pelo menos 60 pessoas ficaram feridas.

Os feridos foram levados a diferentes hospitais da região e há informações sobre pessoas levemente intoxicadas, mas pelo menos 10 estão em estado grave por queimaduras de terceiro grau.

Às 18h20 local (20h20, no Brasil), a companhia petrolífera estatal indicou que o incêndio derivado da explosão tinha sido controlado e que, como medida preventiva, pediu à população que se mantenha distante da fábrica.

"A nuvem emanada da fábrica da PMV em Coatzacoalcos está se dissipando rapidamente, perdendo seus efeitos tóxicos".

O presidente Enrique Peña Nieto informou através do Twitter que ordenou aos titulares da Secretaria de Governo, Miguel Ángel Osorio, e da Pemex, José Antonio González Anaya, "ir ao local e coordenar o atendimento da emergência".

No complexo de Pajaritos é elaborada uma ampla gama de produtos petroquímicos secundários, principalmente o monômero do cloreto de vinil, derivados do etileno e do cloro, assim como produtos da família das olefinas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos