Grupos de resgate da Cruz Vermelha colombiana chegam ao Equador

Bogotá, 20 abr (EFE).- Voluntários da Cruz Vermelha da Colômbia se uniram nesta quarta-feira aos trabalhos de busca e resgate na cidade equatoriana de Pedernales, uma das mais afetadas pelo terremoto de magnitude 7,8 registrado no sábado passado e que deixou, até o momento, 500 mortos.

O grupo com 74 integrantes dá apoio na retirada de corpos, nos alojamentos temporários, no reestabelecimento das telecomunicações e conta com uma estação de tratamento de água, conforme um comunicado da Cruz Vermelha. A comitiva humanitária se instalou na fronteira do estado de Pedernales, onde funcionava o prédio da Prefeitura, que desabou no terremoto.

As atividades humanitárias dos voluntários da Cruz Vermelha terão duração de dez dias. O trabalho é realizado em coordenação com o Movimento Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho e a Unidade Nacional de Gestão de Risco de Desastres da Colômbia, depois que a entidade equivalente no Equador solicitou apoio.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos