Oposição síria garante que continua nas negociações de paz

Genebra, 20 abr (EFE).- A oposição síria se mantém nas negociações de paz monitoradas pela ONU, embora tenha adiado sua participação nas reuniões enquanto aguarda melhoras nos âmbitos humanitário e de segurança dentro do país, garantiu nesta quarta-feira um de seus porta-vozes, Monzer Makhous.

"Não estamos fora e nem boicotamos as negociações, só suspendemos, adiamos nossa participação. Continuamos aqui", declarou o representante do bloco opositor formado para as conversa diplomáticas.

Makhous explicou que está sendo elaborada uma tática para fazer com que a comunidade internacional reaja e pressione o governo sírio a honrar com suas promessas de permitir que entre mais ajuda humanitária às áreas cercadas pelo exército e respeito à trégua em vigor.

O porta-voz lembrou que durante a primeira rodada de negociações com o governo, em fevereiro, foi utilizada uma estratégia similar e então houve avanços não só no terreno humanitário, mas com o acordo para a cessação das hostilidades.

A prova de que a oposição não está fora das negociações é que assessores do escritório do mediador da ONU foram hoje ao hotel onde seus representantes estão hospedados para manter reuniões de trabalho, confirmou Makhous.

Em uma apresentação à imprensa sobre a situação humanitária na Síria, líderes opositores apresentaram esta como "o Holocausto do século XXI", após um saldo de mortos de entre 275 mil e 300 mil pessoas e cerca de 12 milhões de pessoas forçadas ao êxodo, segundo os dados coincidentes de distintas organizações humanitárias.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos