Explosão em centro petroquímico deixa 3 mortos e 105 feridos no México

(Atualiza o número de feridos).

Xalapa (México), 20 abr (EFE).- Uma forte explosão ocorrida nesta quarta-feira em um complexo petroquímico da companhia estatal Petroleos Mexicanos (Pemex) no porto de Coatzacoalcos, no estado de Veracruz, no leste do México, deixou pelo menos três mortos e 105 feridos, informaram fontes oficiais.

A explosão aconteceu por volta das 15h30 locais (17h30 de Brasília) na usina de Clorados 3 do complexo de Pajaritos e foi ouvida na maior parte do porto.

As autoridades emitiram um alerta à população de Coatzacoalcos para que as pessoas evitem sair de casa devido à presença, no ar, de compostos químicos que podem causar queimaduras na pele.

A Secretaria de Defesa Civil informou que há gases e cinzas derivados de fibra de vidro com cloroetanol, que surgem das chamas do local do acidente. Com isso, foi fechada ao tráfego a estrada federal Coatzacoalcos-Villahermosa e a Ponte Coatzacalcos I, que liga a cidade ao resto da região.

A Pemex indicou através de Twitter que estava atendendo a ocorrência "na usina Clorados 3 da empresa Petroquímica Mexicana de Vinilo (PMV), em Coatzacoalcos".

Em mensagem posterior, a companhia afirmou que "o acidente ocorreu na usina PMV, que é operada pela empresa Mexichem, com a qual a Pemex tem uma parceria".

Inicialmente, foi informado que três funcionários tinham ficado feridos pelo acidente na usina, mas em mensagem posterior o número foi corrigido para 30.

O governador de Veracruz, Javier Duarte, disse em mensagem à imprensa em Coatzacoalcos que três pessoas tinham morrido e 105 estavam feridas, 58 delas trabalhadores da Pemex. Além disso, o governador indicou que cerca de 2 mil pessoas tinham sido desalojadas de suas casas nas imediações do complexo petrolífero.

Fontes do governo de Veracruz relataram à Agência Efe que os diferentes hospitais da região reportam pessoas com intoxicação leve, mas que pelo menos dez estão em condição grave por queimaduras de terceiro grau.

Às 18h20 local (20h20, no Brasil), a companhia petrolífera estatal indicou que o incêndio derivado da explosão tinha sido controlado e que, como medida preventiva, pediu à população que se mantenha distante do complexo petrolífero.

"A nuvem emanada da usina da PMV em Coatzacoalcos está se dissipando rapidamente, perdendo seus efeitos tóxicos", afirmou a Pemex.

O presidente Enrique Peña Nieto informou através do Twitter que ordenou aos titulares da Secretaria de Governo, Miguel Ángel Osorio, e da Pemex, José Antonio González Anaya, "que se dirijam ao local para coordenar o atendimento da emergência".

No complexo de Pajaritos são beneficiados vários produtos petroquímicos secundários, principalmente o monômero do cloreto de vinil, derivados do etileno e do cloro, assim como produtos da família das olefinas.

No porto de Coatzacoalcos ficam os complexos petroquímicos Pajaritos, Cangrejera e Morelos, assim como o Terminal Marítimo de Pajarito. No município vizinho de Minatitlán fica a refinaria Lázaro Cárdenas, a mais importante da América Latina, enquanto no município de Cosoleacaque está o Complexo Petroquímico Cosoleacaque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos