Santos pede renúncia de ministros para fazer reforma de gabinete

Bogotá, 22 abr (EFE).- O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, pediu nesta sexta-feira a "renúncia protocolar" de todos seus ministros, como movimento prévio para uma reforma de seu gabinete de governo esperada há semanas, informaram fontes oficiais.

A presidência colombiana informou que Santos, que está em Nova York para participar da sessão Especial da Assembleia Geral das Nações Unidas sobre Drogas (UNGASS), fará hoje anúncios relacionados com essa mudança ministerial.

O novo gabinete, para cuja formação ainda não há uma data, responde a "mudanças que o governo precisa", segundo explicou ontem Santos em entrevista ao "The New York Times" na qual garantiu que "todos os funcionários têm seu ciclo".

A mudança de governo foi acelerada pela renúncia ontem da ministra da Presidência, María Lorena Gutiérrez, seu "braço direito" no governo.

Segundo informaram diferentes meios de imprensa, a renúncia de Gutiérrez se deve em parte à inclusão de seu antecessor no cargo, Néstor Humberto Martínez, no termo que Santos enviou à Corte Suprema de Justiça para escolher o novo procurador-geral.

A emissora "Caracol Radio" informou que o presidente colombiano antecipará seu retorno de Nova York e voltará hoje a Bogotá, em vez de sábado como tinha previsto, para trabalhar no novo gabinete.

Os novos ministros serão os encarregados de comandar o país rumo à paz, já que os diálogos com as Farc para achar uma saída negociada para mais de meio século de conflito estão em sua fase final.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos