Governo uruguaio confirma 10 mortos por temporal

Montevidéu, 23 abr (EFE).- O governo uruguaio confirmou neste sábado que chegou a 10 o número de mortos pelos temporais que atingem o país desde o começo de abril e que se intensificaram na semana passada com um tornado na cidade de Dolores (sudoeste) deixando vários pontos do território inundados.

O anúncio foi realizado pelo presidente do Uruguai, Tabaré Vázquez, em entrevista coletiva após um Conselho de Ministros de caráter extraordinário para tentar definir uma resposta perante as consequências das inclemências meteorológicas ocorridas.

"Infelizmente, o saldo de perda de vidas humanas nesta semana foi de 10 cidadãos uruguaios (...) Ainda há duas pessoas gravemente feridas, que, embora estejam estáveis, a gravidade segue estando presente. O resto dos feridos evoluiu favoravelmente e a maioria deles já está em suas casas", disse.

A metade dos mortes ocorrem em decorrência do tornado que arrasou um terço das edificações da cidade de Dolores em 15 de abril.

O resto das vítimas ocorreram em consequência da crescida de rios e riachos que provocou inundações em vários pontos do país e deixou mais de 12 mil deslocados.

O presidente do Uruguai se reuniu hoje com sua equipe ministerial e após analisar a situação, estimou em cerca de US$ 100 milhões o custo para reparar os danos ocasionados pelo temporal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos