Tio de presidente do Paraguai é preso após pouso forçado de avião

Assunção, 23 abr (EFE).- Juan Domingo Viveros Cartes, tio do presidente do Paraguai, Horacio Cartes, e procurado por tráfico de drogas em seu país, foi detido neste sábado no Aeroporto de Caazapá depois que o pequeno avião no qual viajava realizou uma aterrissagem de emergência, informou à Agência Efe o delegado Vicente Mongelos, chefe da Polícia de Caazapá, a 230 quilômetros de Assunção

Viveros Cartes viajava acompanhado de duas pessoas e precisou aterrissar por causa de uma falha mecânica. A detenção aconteceu depois que os policiais do aeroporto foram verificar a chegada do aparelho, já que ele não constava nos planos de aterrissagem do dia.

O tio do presidente permanece nas instalações do aeroporto custodiado por agentes da Polícia Nacional à espera de ser enviado a um tribunal da cidade da Encarnación, onde ele prestará depoimento.

Viveros Cartes foi solto em fevereiro deste ano, após passar dois anos preso no Uruguai acusado de entrar com 450 quilos de maconha no país.

Uma vez concluída a pena, ele ficou em prisão administrativa na Penitenciária Central de Montevidéu esperando ser extraditado ao Paraguai, a pedido da Justiça de seu país e que o Uruguai e o próprio Viveros Cartes aceitaram. A demora de um julgado paraguaio, no entanto, impediu que as autoridades do Uruguai lhe entregassem à Interpol.

Em 2001, Viveros Cartes foi preso no Brasil quando transportava mais de 200 quilos de cocaína. Ele foi processado, condenado e extraditado ao Paraguai, onde cumpriu prisão domiciliar.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos