Bombardeios de rebeldes em Aleppo deixam 16 mortos e quase 100 feridos

Cairo, 25 abr (EFE).- Pelo menos 16 pessoas morreram e 86 ficaram feridas nesta segunda-feira em bombardeios feitos pela Frente al Nusra, filial síria da Al Qaeda, na cidade de Al Zahraa, na província de Aleppo, e em bairros residenciais da capital homônima.

Uma fonte da Polícia de Aleppo disse à agência oficial síria de notícias, "Sana", que foguetes caíram no bairro de Al Sulaimaniya, causaram a morte de quatro pessoas, três delas menores, e deixaram 19 feridos, alguns deles em estado grave.

Já no bairro de Al Idaa cinco pessoas morreram e 41 ficaram feridas, após o lançamento de projéteis. Já em Bab al Farch e Duar Qurtuba outras duas pessoas foram mortas e uma ficou ferida, acrescentou a "Sana", que afirmou que as outros cinco indivíduos vieram a óbito em outras partes de Aleppo. Segundo a agência, os ataques vieram do bairro de Nizali.

O Observatório Sírio de Direitos Humanos aumentou o total de vítimas para 19, entre eles três crianças, e 120 feridos em diferentes pontos de Aleppo controlados pelo regime. A ONG não descartou que o número de vítimas possa aumentar por conta da gravidade dos feridos.

Hoje também, pelo menos 15 pessoas morreram e mais de 80 ficaram feridas na explosão de um carro-bomba dirigido por um suicida perto de um santuário xiita no do sul de Damasco, informaram a TV síria e fontes médicas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos