Podemos só prevê governo de esquerda como alternativa a eleições

Madri, 26 abr (EFE).- O partido Podemos só contempla a possibilidade de um governo de forças de esquerda na Espanha, liderado pelos socialistas, como alternativa à realização de novas eleições em junho.

Assim expôs nesta terça-feira o secretário-geral do Podemos, Pablo Iglesias, depois de se reunir com o rei Felipe VI, a poucas horas de saber se o monarca proporá um candidato ao Executivo espanhol ou em 2 de maio o parlamento será dissolvido para novo pleito dentro de dois meses.

As conversas que os socialistas mantiveram com os liberais dos Ciudadanos e com Podemos acabaram sem acordo perante a incompatibilidade destas duas últimas forças.

O líder do PSOE, Pedro Sánchez "ainda tem algumas horas para retificar" sua aposta pelos liberais e se concentrar na ideia de um governo de esquerda, disse Iglesias, que reiterou sua oferta de "mão estendida" aos socialistas.

Sánchez sempre rejeitou a possibilidade de um acordo com a esquerda e com os nacionalistas catalães - partidários da independência dessa região.

Durante a tarde de hoje o rei se reunirá com o socialista Pedro Sánchez e com o presidente do Governo interino e líder do PP (centro-direita), Mariano Rajoy, antes de comunicar ao presidente do Congresso se propõe algum candidato ao governo ou se serão convocadas novas eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos