Ucrânia lembra 30 anos de Chernobyl e rende tributo a liquidadores

Kiev, 26 abr (EFE).- A Ucrânia deu início aos atos para comemorar o 30° aniversário do acidente nuclear de Chernobyl, com várias vigílias realizadas na madrugada para prestar homenagem às vítimas e "liquidadores", as pessoas que ajudaram a atenuar os efeitos da emissão em massa de radiação.

Às 1h23 desta terça-feira (19h23 e Brasília da segunda-feira), exatamente a hora em que aconteceu a explosão do reator número 4 da central de Chernobyl em 26 de abril de 1986, duas cerimônias começaram em uma igreja de Kiev e em outra na cidade de Slavutish em lembrança da catástrofe.

Slavutish, situada a 50 quilômetros da central mas fora da "zona de exclusão" de 30 quilômetros ordenada em torno do epicentro do desastre, foi criada para receber alguns dos habitantes evacuados das cidades mais afetadas, como Pripiat, assim como os funcionários do recinto atômico.

O presidente ucraniano, Petro Poroshenko, é esperado hoje na "zona de exclusão" e na central de Chernobyl, precedido pelos protestos de "liquidadores" que exigem em Kiev que sejam devolvidos as ajudas e benefícios sociais perdidos nos últimos anos.

Antes, no complexo de arte nacional "Museu Mystetskyi Arsenal" da capital ucraniana, Poroshenko assistiu a outro ato dedicado à tragédia, no qual foi mostrado um quadro da artista Maria Primachenko dedicado a seu sobrinho Valeri Jodemchuk, o único operador da usina nuclear que morreu na noite da explosão.

Um memorial dentro da central de Chernobyl lembra este trabalhador falecido.

O pior acidente nuclear da história, na central de Chernobyl, a 120 quilômetros de Kiev, liberou à atmosfera mais de 50 milhões de curies de radiação e contaminou vastas zonas deste país, de Belarus e da Rússia.

Da "zona de exclusão" criada em torno da acidentada central, foram evacuadas mais de 135 mil pessoas nos dias posteriores ao acidente.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos